domingo, 29 de janeiro de 2017

A Garota do Calendário: Dezembro - Resenha

Eu simplesmente adorei o fato de a capa de dezembro ser preta e branca pois todas as complicações que Audrey Carlan colocou na trama serão resolvidas e tudo ficará como deve ser: preto no branco.

Em dezembro Mia vai para Aspen, uma estação de esqui onde os ricos passam as festividades de fim de ano em chalés luxuosos repletos de decoração de natal, para fazer uma reportagem sobre uma artista local e outros tipos de artes da região a pedido de um arquiteto milionário (resumindo: o cara pagou).

Obviamente não posso dar muito mais detalhes sem dar spoilers. Contudo, este livro também foi um tanto quanto previsível e é possível descobrir de cara quem é a tal artista.

Eu não tenho conhecimento sobre o transtorno bipolar de forma que não posso falar nada muito substancial e não sei se o fato da desculpa não ter colado para mim (ter parecido algo sem sentido) é justa.

O que importa é que agora Mia tem uma família e vai, junto com ela, dar os passos necessários para selar seu futuro. Para mim, foi o fim de uma série que há muito deveria ter acabado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário