quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

A Garota do Calendário: Março - Resenha

Em março, Mia vai para Chicago passar 24 dias ao lado de Anthony Fasano, um empresário para lá de rico e dono de uma das maiores redes de restaurante italiano.

A melhor parte deste livro da série é quando Mia descobre porque Anthony Fasano precisa que ela finja ser sua noiva (se você ainda não adivinhou o porque, continue a ler essa resenha!).

Poliana, você vai contar por que?

Vou!

Mas isso não é spoiler?

Não porque está bem no começo do livro e porque se eu não contar, vai ser impossível fazer essa resenha!

O fato é que Anthony é homossexual, tem um caso com seu melhor amigo, que por acaso é o advogado que cuida das coisas da empresa da família, e não quer assumir sua sexualidade por dois motivos:

1. Ele é o único filho homem e a mãe (o pai é falecido) vê nele a única chance de levar o sobrenome Fasano para frente.

2. A empresa está ampliando os negócios e um escândalo pode estragar tudo.

Durante o mês de março, Mia vai reencontrar Weston e vai aprender a importância de se demonstrar os sentimentos e como amar pode curar uma alma perdida.

A má construção da temporalidade continua neste livro, mas não é nada que cause uma interferência absurda no caminhar da história. Não me conectei com os personagens embora tenha conseguido dar umas boas risadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário