sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Como Eu Era Antes de Você - Resenha

Eu sei que provavelmente todos vocês conhecem este livro ou que já ouviram falar dele. Mas, mesmo assim, eu quis trazer ele para vocês.

Pasmem (ou não), eu não consegui chorar com esse livro (com livro nenhum na verdade) e nem com o filme.

Por que Poli? Você é coração de pedra?

Não. Pelo menos eu não quero pensar assim. Mas vejam bem, romance definitivamente não é meu gênero favorito (embora eu goste bastante e até leia vários livros do gênero) e creio que isso seja parte do porque eu não chorei com a história da Louisa e do Will.

Bom, vamos a história!

Louisa Clark tem 26 anos e está desempregada (entendemos bem como são as coisas Lou!). Ela é de suma importância para que sua família sobreviva visto que a família não é nenhum pouco abastada. Ela gosta de usar roupas engraçadas, jamais deixa que a opinião das pessoas a tirem do sério ou a façam se sentir mal. Ah! Outra coisa! Ela tem um namorado babaca chamado Patrick. Ele definitivamente liga mais para si e para seu corpo do que para ela (narcisista do cão!). Odiei ele desde o primeiro instante em que foi citado pela nossa querida Lou, a narradora dessa linda história.

Depois de um milhão de tentativas, Louisa encontra emprego na casa dos Traynor, uma família abastada (podre de rica na verdade!), a fim de cuidar de Will, um jovem rapaz que ficou tetraplégico em um acidente.

Achei muito interessante como a autora teve a sensibilidade em se colocar no lugar de Will, que era forte e amante da vida, e mostrar ao leitor como é para uma pessoa perder tudo aquilo que mais se ama: a vontade de viver.

Jojo Moyes leva o leitor por caminhos incríveis e inimagináveis, mostrando ao leitor que o amor pode vir de onde menos se espera e que viver só vale a pena quando se tem aquilo que mais ama.

Me julguem, mas na minha opinião Will gostava mais de viver do que da Louisa. Não que ele não a amasse. Ela só não estava em primeiro lugar. Ela era apenas uma parte do que compõe aquilo que vem em primeiro lugar na lista de coisas que Will Taynor mais amava: a vida.

2 comentários:

  1. Eu tenho este livro e já li também!! Eu comecei a leitura com medo de chorar logo de cara!! Mas não aconteceu isto, ri bastante no começo da leitura!! No final o livro é triste sim, pensei que o Will fosse desistir e voltar atrás pela Lou!! Para ele que tinha uma vida radical, viver nas condições que ele ficou não, não é fácil, porém ele sobreviveu ao acidente!! Ele devia ter continuado vivendo por ele e pela Lou!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é realmente engraçado no começo (apesar da tragédia) e em certos momentos também pensei que o Will ia desistir de seus planos pela Lou. Contudo, é compreensível o que ele fez. Acho difícil julgar, mesmo que eu não concorde com o final dessa história.

      Excluir