quarta-feira, 19 de abril de 2017

Lacrymosa - Primeiras Impressões


Olá leitores!

Estou aqui hoje para fazer as primeiras impressões (o que achei ao ler as primeiras páginas) de Lacrymosa, o novo livro da Juliana Daglio (vulgo rainha das trevas).

Caso você ainda não tenha tido nenhum tipo de contato com a escrita da Juliana, cheque a resenha que fiz de O Lago Negro e depois corra para adquirir um dos livros dela. Afinal, ela é maravilhosa e incrivelmente talentosa.

Agora vamos ao que interessa: O novo pote de ouro da Ju Daglio (Ju porque sou íntima! #SQN).

Em Lacrymosa Juliana Daglio nos apresenta de forma intrigante a misteriosa Valery Green, uma policial que não é tão durona quanto pensa mas que esconde um grande segredo.

Valery saiu de casa aos 16 anos por conta de uma série de acontecimentos estranhos. Eles são um tanto distintos e nessas primeiras páginas (onde conhecemos apenas alguns deles) passamos a saber que eles tem uma coisa em comum: o demônio.

Com uma nova vida e oportunidade, ela cresce e constrói carreira na polícia junto com seu parceiro Axel que, atraído pela pouca luz que ainda existe na personagem, se apaixona por Valery.

Mesmo afastada para exames psicológicos, Valery é convocada para ir até Darkville, uma pequena ilha próxima a Nova York, para uma procurar por George e Anastacia Benson em uma propriedade da família. Pai e filha desaparecidos desde que a esposa e mãe, Nadine Benson, foi encontrada morta com mordidas humanas.

Não. Esse não é mais um caso de violência extrema cometida por conta da loucura que assolam muitas das mentes humanas. Esse é mais um caso onde o demônio comete atrocidades. Este é mais um dos muitos casos em que Valery irá encarar o causador das trevas que assolam sua vida. Este é mais um caso em que Valery precisará da ajuda DELE.

Juliana Daglio é simplesmente brilhante ao nos apresentar tamanho mistério e terror. A angustia e o pânico levarão o leitor a ansiedade e a insanidade de quem vive nas trevas do horror. E por mais escuro que seja, será impossível não querer adentrar a escuridão que habita não só o mundo, como nossa alma.

2 comentários:

  1. Poliiii!!! Pode chamar de JU, Jubis, Julis, Jujuba hahahhahaa
    Muito feliz que você gostou das primeiras paáginas. Estou mais que ansiosa para esse livro todo chegar nas suas mãos e poder saber como vai ser com a história toda. Espero que se divirta muito hahahahhaha

    Obrigada pelo apoio e pelo carinho em fazer a leitura e a resenha.
    ADOREEEEI!! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você por escrever algo tão maravilhosamente intrigante! Estou alucinada e apaixonada! Já estou viciada em algo que nem tenho! hahahaha... <3

      Excluir